Por muito tempo acreditamos que as cenouras eram cor de laranja, os tomates vermelhos e os nabos redondos. De há alguns anos para cá que certos legumes esquecidos voltaram a ser descobertos. Vemos, em mercearias e supermercados, mais formas imperfeitas e nomes desconhecidos, ou espécies que relacionamos com tempos mais difíceis como os da privação de alimento durante a guerra.
Os grandes Chefes parecem amar estes legumes de antigamente, redescobertos agora pelo seu sabor surpreendente ou pelos benefícios que trazem para a saúde. Aqui fica uma lista dos 10 legumes de antigamente que vai querer cultivar e comer num piscar de olhos.

Cenouras coloridas
Roxas, amarelas, brancas ou até pretas, estas Cenouras coloridas provêm de variedades antigas e são primas da Pastinaga. Cada uma delas tem um sabor específico. As mais alaranjadas, de coração avermelhado, são doces e suculentas. As roxas têm um sabor um mais forte enquanto que as amarelas ou brancas são mais suaves. Prepare-se para uma possível surpresa psicadélica, ao cortar uma destas cenouras ao meio, nunca se sabe o jogo de cores que poderá encontrar por dentro!

Pastinaca
Este legume de raiz branca tem parecenças com a cenoura e o seu sabor é suave e doce, com um toque de avelã. Embora sofra de algum preconceito, este é um alimento rico em fibras, vitamina B9 e antioxidantes que pode ser comido cru numa salada ou bem cozido em purê ou sopas.

10 legumes de antigamente

Batata roxa
Uma variedade de formato oblongo, irregular, com uma pele púrpura e espessa. A sua cor escura deve-se aos pigmentos ricos e antioxidantes. De consistência firme, mantém a cor roxa quando cozida e poderá trazer cor e sabor às suas saladas de Verão.

Rutabaga
Brassica napobrassica ou Nabo Sueco, não confundir com Ruibarbo, é da família das Couves e uma espécie de cruzamento entre o Nabo e o Repolho. Um dos poucos legumes fáceis de encontrar durante a I e a II Grande Guerra, foi durante muito tempo considerado como um alimento de último recurso. Agora, está a voltar em força! A sua raiz redonda é rica em fibras, vitamina C e potássio e as suas propriedades beneficiam a digestão. Pode ser comido cru ou cozido e é muito apreciado pelo seu sabor suave e um certo travo a Noz.

Escorcioneira
Esta é uma raiz comestível de pele escura e interior branco e carnoso. Rico em vitaminas, C e E tem propriedades diuréticas, depurativas e laxantes. Pode ser consumido cru, ralado por exemplo, ou cozido em forma de purê.

10 legumes de antigamente

Cerefólio Tuberoso
Cultivada pelos lavradores franceses de meados do século XIX, esta raiz com sabor a Castanha caiu no esquecimento e reapareceu novamente no final do século XX. Da família da Cenoura e do Aipo, tem um sabor suave e pode ser consumida crua ou cozida, em purê ou assada.

Alcachofra chinesa
Este é um tubérculo asiático de aspeto duvidoso, parece a uma lagarta branca e inchada! Um produto frágil que exige cuidados especiais, como ser colocado num pano cheio de sal para ser esfolado. Deve ser bem lavado e pode ser consumido cozido.

Alcachofra de Jerusalém
Campeão de nomes diferentes, o Tupinambo, a Batata da índia, o Girassol batateiro ou Alcachofra da terra é um tubérculo suculento e doce com um sabor entre a Batata e a Alcachofra. Excelente fonte de potássio, ferro, fósforo e vitaminas A, B e C pode ser cozinhado no forno, gratinado com noz moscada ou reduzido a puré.

10 legumes de antigamente

Cardo
Planta de jardim similar à Alcachofra, o Cardo é rico em potássio, cálcio e fibras. Cultiva-se pelas suas hastes de folha comestível, e deve ser comido cozinhado, seja cozido, gratinado, salteado, frito, ou até numa omelete.

Rábano
Este é daqueles legumes erradicados depois da Guerra, no entanto parece que agora veio para ficar. Rico em fibras, vitamina B9 e C, bem como potássio, pode ser consumido cru, é delicioso ralado e servido com molho de soja, mas pode também ser cozido e utilizado em sopas com como acompanhamento.

Eis os legumes de antigamente mais fáceis de cultivar na Horta

Se ficou com vontade de cultivar algum legume de antigamente na sua Horta Noocity, recomendamos que comece pelas Cenouras coloridas, a Pastinaca, o Rábano ou a Rutabaga. As sementes destes legumes não são tão fáceis de encontrar, mas pode encomendar online por exemplo no site da Graines Baumaux.
A Pastinaca deve ser semeada de Março a Junho para uma colheita entre Agosto e Setembro. Precisa de um solo fértil e bem drenado, assim como de boa exposição solar. Experimente as Cenouras Lunar White, que se semeadas de Fevereiro a Abril podem ser colhidas entre Junho e Agosto. A Rutabaga não cresce bem em clima muito quente, pode ser plantada no início da Primavera ou Verão e a sua colheita ocorre apenas 6 meses depois. O Rábano cultiva-se facilmente e cresce, acima do solo, em local luminoso e num substrato rico em matéria orgânica. Uma vez semeado em Abril ou Julho poderá colher Rábanos até Outubro.

Aprenda a escolher as sementes certas para a sua Horta